Como acompanhar os filhos na escola e ainda trabalhar o dia todo? - Josie Picanço

Quando meus filhos eram crianças, era dureza acompanhar as lições de casa, saber se estavam fazendo tudo direitinho. Na educação infantil as tarefas eram simples, colagens, desenhos, às vezes algumas pesquisas e acabava dando certo porque eram rapidinhas.

Mas a partir da alfabetização, o tempo e a complexidade das atividades foram aumentando e foi ficando mais difícil conseguir acompanhar diariamente.

Como eu trabalhava o dia todo, às vezes tinha que acordar com eles bem cedinho e revisar a tarefa antes de ir pra escola, no meio da correria, de se arrumarem e tomarem café da manhã; era um sufoco e as tarefas não recebiam a atenção necessária.

Como uma solução temporária, acabei delegando o acompanhamento das lições de casa, mas não funcionou! Minha mãe e a nossa secretária bem que tentaram, mas meu filho se recusava a fazer com elas e a relação entre eles nesse assunto começou a se complicar. Acabei gerando mais estresse e percebia que meu filho cada vez ficava mais cheio de resistências, correndo e se escondendo para não fazer mais as tarefas.

O que fazer para a educação do meu filho não ir por água abaixo

Eu precisava tomar um outro rumo. Mesmo que isso significasse mais trabalho pra mim, eu não poderia deixar a educação do meu filho ir por água abaixo.

Eu queria mesmo era que ele fosse aprendendo a ficar independente, mas ele era pequeno. Ao mesmo tempo, na escola, a recomendação era de não ficar corrigindo tudo. De orientar, mas não ficar colada fazendo junto. Eu ficava super dividida entre ficar mais perto ou deixá-lo seguir no próprio ritmo, mas com meu incentivo e apoio.
Então, eu resolvi tomar uma atitude diferente. Comecei a aplicar uma nova abordagem, com algumas técnicas que hoje reconheço na Psicologia Positiva e no livro dos 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes.

O que motiva seu filho?

Observei o que o motivava, quais eram seus interesses, vi como fazer com que ele se concentrasse mais… Aos poucos tudo foi começando a melhorar. Eu confesso que no início fiquei um pouco insegura, com receio de não dar certo, mas segurei firme e segui em frente.

E assim, meu filho que quando era pequenino corria e se escondia para não fazer a tarefa; passou por todo o período escolar, desde a educação infantil ao ensino médio, obtendo sempre ótimos resultados, e hoje, cursando o último ano de engenharia mecânica, também continua com excelente desempenho.

E você pensa que isso aconteceu porque colei nele ensinando dever de casa e estudando para provas? De jeito nenhum!

Eu fui aplicando várias abordagens e observando o que dava certo com meu filho.

Pontos fundamentais para ajudar na educação:

✅ observe o que gera interesse em seu filho
✅ reforce as capacidades e a autoestima dele: NUNCA diga coisas como “você não sabe nada”, “você é burro”, “não faz nada direito”
✅ dê responsabilidades e recompense o resultado

E quem disse que é fácil?

Não é tão fácil, mas é possível sim! E não há melhor recompensa para uma mãe do que ver seu filho bem sucedido, independente e perceber o quanto seu papel foi importante nesse resultado.

Se você deseja saber mais sobre isso, marque aqui embaixo com um coração e comente “eu quero”. Vou ficar muito feliz em compartilhar mais dicas e experiências para ajudar você a descobrir o que funciona melhor com seu filho.

Apoio: